Glossário

Pesquise termos pela letra inicial

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

A

Ampere

O Ampere é a principal unidade de medida da corrente elétrica. É definido como a quantidade de carga elétrica que passa por um ponto num circuito elétrico por segundo. Utilizado para medir a intensidade da corrente elétrica e representado pela letra "A".
Um AMR ou Robot Móvel Autónomo é capaz de se deslocar e realizar tarefas em ambientes industriais sem intervenção humana. Utiliza sensores e sistemas de mapeamento para navegar e realizar tarefas específicas, como transporte de materiais, montagem e inspeção.
A análise preditiva diz respeito ao uso de algoritmos, técnicas estatísticas e aprendizagem automática para prever eventos futuros com base em dados históricos. Permite antecipar falhas, otimizar a manutenção, melhorar a eficiência e a produtividade dos processos industriais. A análise preditiva é fundamental para a tomada de decisões informadas e a implementação de melhorias nos sistemas de automação.
Modelo de automação industrial que consiste na distribuição das funções de controlo e monitorização de processos entre diferentes unidades autónomas e descentralizadas de equipamentos, sensores e atuadores. Permite uma maior flexibilidade e resiliência do sistema, já que as falhas numa parte do sistema não afetam necessariamente todo o processo produtivo. A automação descentralizada é frequentemente utilizada em processos produtivos que exigem alta disponibilidade e confiabilidade, como a produção de alimentos, bebidas e produtos farmacêuticos.
A automação industrial é o processo de substituir tarefas manuais e repetitivas por operações automatizadas num ambiente industrial. Isto é feito através do uso de máquinas, equipamentos e sistemas controlados por computadores que realizam as tarefas com maior precisão, eficiência e segurança. A automação industrial pode incluir processos como controlo de produção, medição, análise, inspeção e armazenamento de dados, entre outros. É frequentemente utilizada para aumentar a produtividade, melhorar a qualidade do produto, reduzir o tempo de produção e minimizar erros. A automação industrial é uma componente chave da indústria 4.0, que visa criar fábricas inteligentes e autónomas, impulsionadas pela tecnologia digital e pela conectividade em tempo real.
Modelo de automação industrial que permite a construção de sistemas de automação complexos a partir de módulos independentes e reutilizáveis. Cada módulo é responsável por uma função específica do processo produtivo, como controlo de temperatura, velocidade, pressão, entre outros. Os módulos são conectados entre si por meio de uma rede de comunicação, formando um sistema integrado e escalável. A automação modular é utilizada para melhorar a flexibilidade, eficiência e tempo de resposta dos processos produtivos.
Processo de substituir tarefas manuais por operações automatizadas, reduzindo a intervenção humana na produção.

B

Este tipo de sistema consiste em painéis solares fotovoltaicos, que convertem a energia do sol em eletricidade, e uma bomba, que utiliza essa eletricidade para bombear água de poços, rios ou reservatórios. A bombagem solar é uma tecnologia sustentável e económica, que pode ser utilizada em áreas remotas, sem acesso à rede elétrica.

C

CAT5e é um tipo de cabo de rede utilizado para transmitir dados em redes de computadores. Suporta velocidades de até 1 gigabit por segundo e é capaz de transmitir dados numa distância de até 100 metros. O CAT5e é uma versão melhorada do CAT5, com maior proteção contra interferências eletromagnéticas.
A classificação IP é uma medida de proteção contra a entrada de água e partículas em dispositivos eletrónicos. O primeiro número desta classificação indica o nível de proteção contra sólidos e o segundo indica o nível de proteção contra líquidos. Exemplo: IP65
Componente eletrónico que armazena energia elétrica num campo elétrico. É composto por dois condutores separados por um material dielétrico. Os condensadores (capacitors em inglês) são utilizados em circuitos elétricos para armazenar energia, filtrar sinais e fornecer energia de arranque em motores elétricos.
Corrente Alternada (AC) é um tipo de corrente elétrica que muda de direção periodicamente. É produzida por geradores elétricos e utilizada em sistemas elétricos de distribuição de energia. A corrente alternada é representada por uma onda sinusoidal, com uma frequência específica, medida em Hertz (Hz).
Corrente contínua (DC) é um tipo de corrente elétrica que flui sempre na mesma direção. É utilizada em dispositivos que exigem uma fonte de energia estável, como motores elétricos, baterias e sistemas de iluminação. A corrente contínua é representada num gráfico por uma linha reta.
A unidade central de processamento atua como cérebro de um computador. É responsável por executar instruções e realizar cálculos para processar informações. A CPU é composta por vários componentes, como a unidade de controlo, a unidade lógica e aritmética e a memória cache. A velocidade da CPU é medida em hertz e é um fator importante na performance de um computador.

D

Dispositivo eletrónico que realiza o registo de dados, com um sensor incorporado ou através de sensores externos. Este tipo de dispositivos varia em complexidade, podendo guardar dados que posteriormente são transferidos para um computador ou transmitidos em tempo real. Tem aplicações em diversos campos, como monitorização ambiental, agrícola, industrial, e para a recolha de dados científicos.
Modelo virtual que replica um produto, processo ou sistema físico, permitindo a simulação e análise de possíveis alterações antes da implementação.

E

Processamento de dados em dispositivos locais, reduzindo a latência, melhorando a velocidade e aumentando a eficiência da análise de dados.
Um Embedded PC ou PC incorporado é um computador integrado num dispositivo, ou equipamento, normalmente utilizado para automatizar processos industriais. Os Embedded PCs são pequenos e projetados para funcionar em ambientes agressivos e com pouca manutenção.
Uma entrada analógica é um tipo de sinal elétrico que varia continuamente ao longo do tempo. É utilizada em dispositivos de medição, como sensores, para capturar informações físicas, dos quais são exemplo a temperatura, pressão ou luminosidade. As entradas analógicas são expressas em volts e convertidas em valores digitais para serem processadas por um computador.
EtherCAT é um protocolo de comunicação em tempo real utilizado em aplicações de automação industrial desenvolvido pela Beckhoff Automation. Permite a transmissão de dados a alta velocidade entre controladores e dispositivos periféricos, como sensores e atuadores, permitindo a sincronização precisa de múltiplos processos.

F

Sistema de comunicação utilizado em automação industrial para conectar dispositivos de campo a um controlador central. O Fieldbus permite que dispositivos como sensores, atuadores e transmissores de dados se comuniquem com o controlador, permitindo o controlo preciso de processos e aquisição de dados.
Software incorporado num dispositivo eletrónico, como um microcontrolador ou placa de circuito, gravado permanentemente na memória desse dispositivo. O firmware controla as funcionalidades básicas do dispositivo, como comunicação com outros dispositivos, controlo de motores ou aquisição de dados.

G

Um Gateway Industrial é um dispositivo de rede que fornece uma interface entre diferentes dispositivos e sistemas de automação industrial. Permite a integração de sistemas heterogéneos, que utilizam diferentes protocolos e tecnologias de comunicação e é capaz de traduzir os dados de uma rede para outra, permitindo que os dispositivos e sistemas se comuniquem entre si.

H

O Hypertext Transfer Protocol é um protocolo de comunicação utilizado na internet para transferir dados entre servidores e navegadores. É utilizado para aceder a páginas web, enviar e receber e-mails, transmitir arquivos, entre outras tarefas. O HTTP é um protocolo baseado em texto e utiliza o método de solicitação e resposta para transferir dados.

I

Entrada/Saída ou Input/Output é um conceito referente aos dispositivos de entrada e saída num sistema de controlo de automação. As entradas são sinais elétricos lidos pelo sistema, como sensores de temperatura, botões e interruptores. As saídas são sinais elétricos enviados pelo sistema, como motores, válvulas e luzes. Os dispositivos I/O são utilizados para monitorizar e controlar processos de automação.
Industrial Internet of Things ou Internet das Coisas Industrial é a interconexão de dispositivos e sensores na indústria, permitindo a coleta e análise de dados para melhorar a eficiência e produtividade.
Revolução industrial baseada na digitalização e na conectividade, permitindo a criação de fábricas inteligentes e autónomas (smart factories).
O IO-Link é uma tecnologia de comunicação padronizada e bidirecional que permite a ligação de sensores e atuadores a sistemas de automação. Atuando como uma interface ponto-a-ponto, facilita a troca de dados entre dispositivos e controladores e permite a monitorização e configuração remota, bem como a deteção de erros em tempo real. O IO-Link aumenta a eficiência e flexibilidade dos sistemas de produção industrial.

J

O Joule (J) é a unidade de energia universal, equivalente ao trabalho realizado por uma força de 1 newton ao mover um objeto 1 metro na direção da força. Utilizado para quantificar energia, trabalho e quantidade de calor em diversos contextos científicos e industriais.

K

O kilo volt é uma unidade de medida para a voltagem elétrica. É equivalente a mil volts e é utilizada para medir a voltagem em sistemas elétricos de alta tensão, como linhas de transmissão de energia e subestações elétricas. O kV é uma unidade de medida importante para garantir a segurança e a estabilidade do sistema elétrico.
O kilovolt-ampere (kVA) é uma unidade de medida para a potência elétrica. É equivalente a mil volt-ampere e é utilizada para medir a potência em sistemas elétricos de média e alta tensão. O kVA é uma medida importante para dimensionar equipamentos elétricos, como transformadores e geradores, e garantir a estabilidade e a eficiência do sistema elétrico.

L

Uma LAN (Local Area Network) é uma rede de computadores que conecta dispositivos numa área geográfica limitada, como um escritório, escola ou edifício. As LANs são utilizadas para compartilhar recursos, como impressoras e arquivos, e permitir a comunicação entre os dispositivos conectados. Podem ser conectadas a outras redes, como a internet, para fornecer acesso remoto aos recursos.

M

Ramo da inteligência artificial que permite que os sistemas aprendam e melhorem a partir dos dados recolhidos, tornando-se mais eficientes e precisos ao longo do tempo.
Termo que descreve a comunicação automatizada entre dispositivos ou sistemas, sem intervenção humana direta. A tecnologia Machine to Machine ou M2M permite que máquinas e equipamentos troquem informações e executem ações em tempo real, melhorando a eficiência e a produtividade em diversos setores, como indústria, transportes e energia.
Também referidos como motores de corrente contínua sem escovas, são motores elétricos que não possuem escovas de carvão. São compostos por um rotor magnetizado e um conjunto de bobinas estacionárias que geram um campo magnético rotativo. São conhecidos pela sua alta eficiência, longa vida útil e baixo ruído. Ideais para aplicações que exigem alta velocidade e precisão, como robótica, automação industrial, drones e veículos elétricos.

N

As Normas de Segurança em contextos industriais referem-se a um conjunto de regras e diretrizes técnicas destinadas a garantir a segurança dos trabalhadores, equipamentos e ambientes de trabalho. Abrangem aspetos como a prevenção de acidentes, proteção contra riscos elétricos, mecânicos e químicos, bem como a promoção de práticas de trabalho seguras, através de formação e uso adequado de equipamentos de proteção individual.

O

Ohm (Ω) é uma unidade de medida para a resistência elétrica. É utilizada para medir a resistência oferecida por um material à passagem de corrente elétrica. A Lei de Ohm relaciona a voltagem, a corrente e a resistência elétrica.

P

Um PC industrial é um computador projetado para uso em ambientes industriais, com alta durabilidade e resistência a poeira, vibração, temperatura e humidade. Pode ser utilizado para controlo de processos, aquisição de dados e monitorização.
Um PLC (ou Controlador Lógico Programável) é um dispositivo eletrónico utilizado para controlar e automatizar processos numa indústria. Os PLCs são programados para monitorar entradas, como sensores e interruptores, e controlar saídas, como motores, válvulas e luzes. São utilizados em diversos setores da indústria, garantindo segurança, eficiência e precisão nos processos.
PROFIBUS é um protocolo de comunicação utilizado em sistemas de automação industrial capaz de integrar diversos dispositivos numa rede, como sensores, atuadores, PLCs e outros equipamentos. O PROFIBUS oferece alta velocidade na troca de dados e é capaz de transmitir informações em tempo real. É amplamente utilizado em diversas indústrias, como automóvel, química, farmacêutica e de alimentos e bebidas.
PROFINET é um protocolo de comunicação baseado em Ethernet, utilizado em sistemas de automação industrial. Permite a integração de dispositivos de automação numa rede Ethernet, proporcionando alta velocidade e flexibilidade na troca de dados e é capaz de transmitir dados em tempo real e suporta diversos protocolos de comunicação, como TCP/IP e HTTP.

Q

A qualidade do ar refere-se à pureza do ar ambiente e à ausência de poluentes, tais como gases nocivos, poeiras, fumos ou microrganismos, que podem afetar a saúde humana, o bem-estar e o meio ambiente. É um indicador vital para avaliar a exposição a substâncias prejudiciais e para implementar estratégias de melhoria ambiental em contexto industrial e noutros.

R

Radio frequência (RF) é uma faixa de frequência utilizada em comunicações sem fio, como rádio, televisão, telefonia móvel e redes wireless. A RF é utilizada para transmitir e receber sinais elétricos, permitindo a comunicação entre dispositivos sem a necessidade de fios ou cabos. É uma tecnologia importante para a conectividade e a mobilidade em diversas áreas, como transporte, comunicação e entretenimento.
É uma tecnologia que permite sobrepor informações virtuais sobre o mundo real. Utilizando um dispositivo, como um smartphone ou óculos especiais, a realidade aumentada pode fornecer informações contextuais, simulações ou visualizações 3D sobre o ambiente físico do utilizador. É amplamente utilizada em jogos, publicidade, treino e manutenção de equipamentos.
É uma tecnologia que permite a imersão em ambientes virtuais, criando a sensação de presença num cenário simulado. A Realidade Virtual (VR) utiliza dispositivos de entrada, como óculos de realidade virtual e luvas com sensores, para permitir a interação do utilizador com o ambiente virtual.
Ramo da indústria caracterizado pela utilização de robots para automatizar tarefas diversas, como as de produção, melhorando a precisão e reduzindo o risco de acidentes de trabalho.
Uma RTU ou Unidade Terminal Remota é um dispositivo utilizado em sistemas de automação industrial para monitorizar e controlar processos em tempo real. São projetadas para serem instaladas em campo, recolhendo dados de sensores e dispositivos locais, como medidores de fluxo e válvulas. Também controlam equipamentos locais, como motores e bombas, através de saídas digitais. As RTUs são amplamente utilizadas em setores como petróleo e gás, energia e tratamento de águas residuais.

S

Uma saída analógica é um tipo de sinal elétrico, que varia continuamente ao longo do tempo, utilizado para controlar dispositivos que exigem uma entrada analógica, como motores e válvulas. As saídas analógicas são expressas em volts e convertidas em sinais elétricos para controlar a intensidade ou a posição de um dispositivo.
A segurança industrial agrega o conjunto de medidas e práticas que visam garantir a proteção dos trabalhadores, instalações, equipamentos e meio ambiente nas operações e processos industriais. O objetivo da segurança industrial é prevenir acidentes, lesões e doenças ocupacionais, bem como minimizar os riscos e prejuízos em caso de ocorrência de algum incidente.
Abordagem que se refere à captura de dados em tempo real a partir de sensores distribuídos nos equipamentos e máquinas de produção, permitindo a transmissão desses dados para a nuvem (cloud). Esses dados são processados e analisados, permitindo a tomada de decisões mais rápidas e precisas em relação à operação e manutenção dos equipamentos e processos produtivos. Permite uma maior eficiência energética, redução de custos e melhoria da qualidade dos produtos.
Servomotores são dispositivos que convertem sinais elétricos em movimento rotacional preciso e controlado. São amplamente utilizados em aplicações que exigem alta precisão, como robótica, automação industrial e sistemas de posicionamento. São capazes de controlar a velocidade, posição e torque, proporcionando uma resposta rápida e precisa em relação aos comandos recebidos.
Processo digital que permite a criação e visualização de modelos tridimensionais virtuais de objetos ou ambientes. Este tipo de simulações facilita a análise, aprimoramento e teste de design, proporcionando uma representação realista antes da produção ou construção. As simulações 3D são amplamente utilizadas em áreas como engenharia e arquitetura.
Um sistema de Identificação por Radio Frequência é um sistema de identificação automática que utiliza ondas de rádio para identificar e rastrear objetos. Consiste em etiquetas RFID que são fixadas nos objetos e leitores que capturam os dados destas etiquetas. São amplamente utilizados em setores, como logística, retalho e saúde para controlo de inventário, rastreamento de ativos e automação de processos.
Uma smart factory (fábrica inteligente, em português) é um ambiente de produção totalmente automatizado e interligado, onde os sistemas de controlo de produção e a gestão da cadeia de abastecimento são integrados. Utiliza tecnologias como Internet of Things, Inteligência Artificial e robótica para otimizar a produção, reduzir o tempo de inatividade e melhorar a qualidade dos produtos.

T

Protocolo de Controlo de Transmissão é o protocolo de comunicação utilizado em redes de computadores para fornecer uma conexão confiável e orientada a conexão. Um TCP garante que os dados sejam enviados corretamente e em ordem, e gere o controlo de congestionamento na rede. Ele é amplamente utilizado na internet e em redes empresariais para transferência de dados, correio eletrónico e acesso remoto.
Tecnologias utilizadas para recolher, armazenar, processar e transmitir informação. Incluem hardware, software, redes de computadores e serviços relacionados. As tecnologias de informação são amplamente utilizadas em diversos setores, como negócios, órgãos governamentais e indústria, para melhorar a eficiência e a produtividade, permitindo a tomada de decisões baseadas em dados.
Tecnologias de Operação são tecnologias utilizadas para automatizar processos de produção e controlo de máquinas em ambientes industriais. Elas incluem Controladores Lógicos Programáveis, sistemas de supervisão e controlo, sensores e atuadores, sistemas de controlo de movimento, entre outros. As tecnologias de operação permitem a automação de processos industriais, reduzindo custos, aumentando a eficiência e melhorando a segurança.
TWINCAT é um software de automação industrial desenvolvido pela Beckhoff. É utilizado para programar, configurar e controlar sistemas de automação, como Controladores Lógicos Programáveis, sistemas de controlo de movimento e sistemas de segurança. O TWINCAT é baseado em tecnologia de PC e utiliza o protocolo de comunicação EtherCAT para oferecer alta velocidade e precisão na transmissão de dados.
TWINSafe é um protocolo de segurança funcional para sistemas de automação industrial, desenvolvido pela Beckhoff. Foi projetado para garantir a segurança dos operadores e equipamentos, permitindo a integração de dispositivos de segurança numa rede de automação. O TWINSafe utiliza um método de comunicação baseado em Ethernet e é compatível com o sistema TWINCAT.

U

As unidades de engrenagem são componentes mecânicos cruciais usados para alterar a velocidade entre motores e dispositivos de saída. Ajustam a direção da rotação e a taxa de velocidade ou torque, garantindo precisão e eficiência em sistemas mecânicos e de automação.

V

Conjunto de técnicas e algoritmos de processamento que, em contexto industrial, permitem a análise e interpretação de informações visuais obtidas por meio de câmaras e outros dispositivos de captura de imagens. A visão artificial é utilizada em diversas aplicações, como controlo de qualidade, robótica, deteção de falhas, inspeção e reconhecimento de objetos.
VLAN ou Rede Local Virtual é uma tecnologia de rede que permite a criação de redes lógicas independentes numa rede física. Com VLANs, é possível dividir uma rede em segmentos lógicos, isolando o tráfego de dados entre grupos específicos de dispositivos, como departamentos numa empresa.Também podem ser usadas para melhorar o desempenho da rede, agrupando dispositivos com requisitos semelhantes numa rede separada.
Volt (V) é a unidade de medida da diferença de potencial elétrico, ou tensão, num circuito elétrico. Esta medida é necessária para mover uma carga elétrica entre dois pontos num circuito. O Volt é utilizado para medir a tensão de fontes de energia elétrica, como baterias ou tomadas, bem como a tensão de um circuito elétrico, como uma lâmpada ou motor.

W

Watt (W) é a unidade de medida de potência elétrica, ou a quantidade de energia elétrica convertida em trabalho num determinado período. É frequentemente usado para descrever a quantidade de energia usada ou produzida por um dispositivo elétrico, como uma lâmpada, motor ou fonte de alimentação. Resulta da multiplicação da corrente elétrica (em amperes) pela tensão elétrica (em volts).

X

A eXtensible Markup Language é uma linguagem de marcação utilizada para a criação de documentos com dados organizados de forma hierárquica. Em ambientes industriais, a XML pode ser essencial para a troca de dados entre sistemas de informação diferentes, facilitando a interoperabilidade e a automação de processos.

Z

Modelo de circuito elétrico que deteta o momento em que a tensão alternada se encontra num valor igual a 0 volts. Permite sincronizar eventos, como o controlo de cargas, minimizando a interferência e melhorando a eficiência. É comum em aplicações como controlo de potência, conversores e sistemas de automação.
Área classificada onde há risco de explosão devido à presença de gases, vapores ou poeiras inflamáveis. Esta classificação ajuda a determinar as medidas de segurança e os tipos de equipamentos adequados para prevenir acidentes relacionados com explosões nestes ambientes.
shape
shape